Pesquisar este blog

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Transição planetária

A cidade trevosa


Nesta sessão, a consulente foi levada a uma cidade que ela descreveu como uma cidade futurista, pq via veículos flutuando entre os prédios, como no desenho animado dos 'jetsons', seriado que passava na TV nos anos 80.


Os laboratórios do mal


À sua frente estava um prédio, entre tantos outros que ela divisava na tal cidade, com a aparência exterior toda espelhada, de 42 andares. Era um laboratório onde entidades trevosas, que adiministravam aquela cidade, faziam experimentações com seres encarnados e desencarnados.
Os treze primeiro andares do prédio eram onde se realizavam experiências com espíritos para os levar a loucura. Desses 13 andares, 2 eram utilizados para experiências com humanos desdobrados, os demais para desencarnados.
Nos últimos 12 andares, um local fortemente guardado  no qual a consulente não estava conseguindo entrar (foi preciso que eu abrisse uma passagem para ela) estavam seres sendo preparados para atuar no mundo físico, onde recebiam uma saturação de imagens e conceitos de violência e terror. Os prédios ao redor deste, que era o laboratório central, tbm eram utilizados para esses fins, a semelhança de estágios de um processo. Antes de chegar neste prédio as 'cobaias' humanas passavam por outros onde sofriam outras ações invasivas com vias a lhes predispor ao que viria depois.


O resgate



A consulente percebeu depois disso, ao lado dela, duas entidades guardiãs, e o prédio sofreu uma espécie de implosão, sendo que depois uma 'rede' magnética recolheu os seres que haviam ali. Processo semelhante ocorreu nos demais prédios e toda aquela cidade foi destruída. Foi-nos informado que aqueles espíritos seriam todos exilados, pois mesmo os desencarnados que eram 'cobaias' ali estavam por terem pesados débitos cármicos e nenhum deles tinha condições de reencarnar mais aqui na Terra.


A preparação para o exílio


Fomos informados pela equipe espiritual sobre o modus operandi que seria utilizado com aquele grupo e com outros que estão sendo preparados para o exílio. Os seres recolhidos daquela cidade trevosa seriam mantidos aprisionados por algum tempo, aqui no ambiente astral da Terra, a fim de purgarem um pouco do seus fluídos densos. Foi-nos dito que eles 'sofreriam' um pouco das consequências de seus atos para que surgisse neles o desejo de receber o auxílio e assim os predispor para o procedimento de expurgo.


O túnel dimensional


À medida que a entidade nos explicava o que iria acontecer eram mostradas as imagens para a consulente. Nos disseram que seria criado uma espécie de túnel dimensional e que através dele os espíritos exilados seriam transportados para o novo planeta onde irão estagiar. A consulente viu então um túnel por onde os seres flutuavam.


A 2ª morte


Para poderem reencarnar nesse outro planeta esses espíritos irão passar por uma 'segunda morte', ou seja, perderão seus corpos astrais feitos com a matéria etérica da Terra para poderem construir corpos astrais com a matéria etérica do orbe para onde serão exilados. Dada a dificuldade de explicar em palavras esse processo, nossos amigos apenas mostraram à visão da consulente o que ocorreria. Ela viu os corpos destes seres como que se abrindo, à semelhança de uma casca de noz, e de dentro saindo a essência mental do ser, que podemos a título de analogia definir como o corpo mental. Esse corpo tinha aparência humanóide, mas logo que 'saíam' de sua casca astral, eram 'sugados' para dentro do túnel dimensional, o que provocava um 'esticamento' desse corpo mental, ficando ele um pouco alongado e fino, como um corpo 'fantasmagórico' fino e comprido.


O tratamento pré-encarnação no exílio


O Criador não desampara nenhum de seus filhos e, mesmo tendo eles escolhido por vontade própria, isto é, através de seu próprio livre-arbítrio, seguir um caminhos de dor e sofrimento, posto que a lei de ação e reação, a lei do karma, determina que seja pago até o último ceitil, nossos irmãos reincidentes no mal e que serão exilados, sofrerão um tratamento a fim de que, quando reencarnarem, consigam se 'recuperar' em menos tempo do que o 'habitual', entronizando mais rapidamente os ensinamentos da Lei do Amor.
Foi-nos dito que estes seres ficariam algo em torno de 150 anos terrestres vivendo num estado de 'suspensão' no novo planeta, onde lhes seriam implantadas 'memórias positivas'. Eles viverão apenas mentalmente durante esse tempo, enquanto recebem idéias, pensamentos, onde vão se criadas várias vidas para eles onde o amor e o bem serão o motivo principal.
Vão criar uma espécie de 'memória de vidas passadas' no inconsciente desses seres a fim de tentar equilibrar em seu inconsciente as atividades malignas ali armazenados, nos milênios que viveram aqui na Terra sempre se dedicando ao mal.


Um novo corpo astral


À medida que eles ficam no ambiente astral da nova morada, irão agregar ao redor do seu 'corpo mental' a matéria etérica do novo orbe, revestindo-se assim de um corpo, ou seja, irão criar um corpo astral que irá permitir que tenham existências no ambiente físico no novo orbe, isto é, irão reencarnar lá.
Durante esse tempo em que estarão em 'suspensão', vivendo mentalmente apenas, conforme o grau de assimilação desses conceitos 'cristãos', irão formar um corpo mais ou menos denso, dentro dos parêmetros do local onde se encontram.
Aqueles que assimilarem alguma coisa de bom terão corpos 'menos piores' que aqueles que continuarem reticentes no mal. À visão da consulente foi mostrado o futuro daqueles seres no planeta de exílio, quando encarnados, e eram todos deformados, monstruosos. Seres com corpos grotescos, membros disformes, verdadeiras aberrações. Disseram que a princípio seriam todos assim e que um corpo 'saudável' lá seria uma conquista 'espiritual'. Disseram que, de certa forma, eles teriam consciência de que eram assim por conta de suas ações passadas.


Um novo começo num novo mundo


Ao indagarmos sobre o grau de evolução tecnológica nesse outro orbe nos disseram que eles iriam começar do zero, mas que ganhariam um presente: a natureza. Quiseram dizer com isso que a providência divina iria prover meios de sustentação para esses irmãos degredados, embora eles tenham que se esforçar para merecer isso, através do seu trabalho.
Nossos amigos espirituais fizeram questão de colocar que este processo é com uma finalidade educativa para estas almas e que Deus ama a todos igualmente, 'recorrendo' a este tipo de ação apenas quando tudo o mais já foi esgotado na tentativa de direcionar estes seres para a Luz. Não se trata de castigo ou ira divina, mas do cuprimento das leis irrevogáveis que ditam a evolução dos mundos e de toda a criação. A Terra será para estes seres o paraíso perdido, para onde retornarão quando atingirem um grau evolutivo que os permita convier como irmãos entre seus pares, com amor e fraternidade.


A Terra Prometida


Questionamos nossos amigos espirituais a respeito da situação dos que ficarem aqui na Terra, pois como as indicações são de que podem haver sérias transformações geológicas na face do orbe, poderia haver um colapso nos sistemas de energia, comunicações, produção de alimentos, etc. , levando ao caos os que aqui permanecessem. Diante de nossas indagações, nossos amigos responderam que após as 'tribulações' que ocorrerão, as coisas irão se normalizar e que não haverá o 'caos', posto que seria injusto com os que aqui ficarem se perdessem toda a tecnologia adquirida. Se assim fosse gastariam muitos séculos, talvez milênios, apenas para chegar a esse patamar tecnológico, revivendo períodos de barbárie, e não conseguiriam lograr uma melhora espiritual pois teriam que lutar pela sobrevivência duramente.
Os que ficarem terão uma conscientização sobre os motivos que levaram grande parte da humanidade a sucumbir e isto lhes servirá de estímulo para perseverarem no 'bom caminho'. Segundo nos disseram nossos amigos, essa conscientização vai ser como "se Deus falasse dentro do coração deles', significando que eles vão sentir, vai ser um posicionamento interno, espiritual de cada um.
Abraço.


GELSON CELISTRE

2 comentários:

  1. Pode parecer uma dúvida pueril, mas tenhho medo de sofrer a segunda morte. Eu não sou nenhuma santinha, mas já vi pessoas que prestam menos do que eu. Segunda morte é só para espíritos tipo Hitler, etc, ou piores, ou é para qualquer um que tenha apegos e inimizades pessoais? Outra coisa: quem sofre a segunda morte, perde a Chama Gêmea, se a Chama Gêmea for mais evoluída que a pessoa que passará pela segunda morte? Eu vou aguardar a resposta, vendo todo dia esse post
    Obrigada
    Hamanndah

    ResponderExcluir
  2. Oi Hamanndah,

    Existe dois tipos de 'segunda morte'. Uma por 'elevação' e outra por 'involução' espiritual. Quando atingimos um grau de evolução em que não precisemos mais ter reencarnaçãos no ambiente físico da Terra, aqui onde estamos, deixamos para trás nosso corpo astral e passamos a dimensões superiores, no plano mental.
    Quem por reincidência continuada no mal, acaba degradando seu corpo perispiritual de forma a não ter condições de reorganizá-lo através da reencarnação, seja no astral ou no físico, isso durante muitos milhares de anos, pode ter que recomeçar sua trajetório como espírito nos reinos inferiores da natureza, essa seria a 'segunda morte' ruim, pois a outra é decorrência de um aprimoramento do espírito.
    Abraço.

    ResponderExcluir