Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Desenvolvimento da mediunidade

Muitas pessoas possuem mediunidade em algum grau próximo de produzir fenômenos ostensivos, como ver/ouvir espíritos e ter algumas sensações físicas (arrepios, frio, calor, etc.), em graus variados. Tbm é comum pessoas assim não serem espíritas ou mesmo sendo, não 'atuarem' em casas espírtas como médiuns.
Frequentemente estas pessoas ouvem que precisam 'desenvolver' a mediunidade mas a grande maioria não, tem a mínima idéia de como proceder para se 'desenvolver'.´
Já tratamos várias pessoas que nos procuram para fazer TVP e que possuem faculdades mediúnicas mais ou menos 'ativas' e que na maioria das vezes são as responsáveis por grande parte dos problemas que as trazem a nós.
É comum nas sessões de tratamento dessas pessoas efetuarmos desobsessões e resgates de entidades ligadas ao consulente, desta e de outras vidas. Nestas ocasiões estamos na realidade propiciando ao consulente que realize o trabalho mediúnico que 'deveria' fazer, a fim de ver cumprida sua 'missão' mediúnica. Mas vamos esclarecer que essa 'missão' é apenas um trabalho que a pessoa precisa realizar, para o seu próprio bem-estar, e que envolve outros seres ligados a ela carmicamente. As pessoas costumam interpretar que a tal 'missão' significam que elas são espíritos 'missionários', com um grau de evolução superior aos demais e que vieram aqui para 'resgatar' outras. Pessoas com um pseudo-conhecimento espírita costumam dizer que sua 'missão' é cuidar do fulano ou do cicrano, que geralmente são pessoas ligadas a elas (maridos, esposas, filhos, etc.) e que tbm 'suportam' muitas situações por este ser o seu 'karma', revelando tbm um desconhecimento sobre esta Lei maior.
Pessoas com o perfil de 'médiuns a desenvolver' e que possuem, geralmente, compromissos espirituais a resgatar, mas que pelas conjunturas de suas vidas não estão exercendo a mediunidade ativamente, propiciando assim a quitação de seus débitos cármicos, ao tentar fazer uma regressão, podem se ver diante de situações de 'trabalho mediúnico', pois a espiritualidade aproveita esta momento onde ela está buscando algo espiritual para lhe demonstrar qual o caminho a seguir.
Estamos tratando uma mulher com estas características, que possui um grau de mediunidade próximo do 'ostensivo', mas que tem 'medo' da mediunidade, outra coisa tbm muito comum nessas pessoas. O medo que essas pessoas possuem geralmente está associado ao fato de em vidas anteriores terem fracassado nessa 'missão', ou seja, nasceram com mediunidade e fizeram dela um uso errado, pois ao invés de utilizarem para o auxilio dos outros seres, vivos ou mortos, a usaram para proveito próprio de modo egoísta, frequentemente se envolvendo com magia negra.
Esta consulente já fez algumas sessões que seriam de regressão, mas o que conseguimos fazer foi resgates de entidades ligadas a ela por laços cármicos. Ao invés de ir para o 'jardim', nossa base para as explorações extra-físicas de de vidas passadas, a consulente, quando desdobrada, passa a sintonizar com as energias que a rodeiam, percebe cenas que tem a ver com a 'morte' dos espíritos que a circundam, e então efetuamos o 'resgate' como num trabalho de socorro mediúnico, ao estilo de nossos atendimentos em sessões de apometria. Quando a densidade das energias que envolvem o consulente é muito forte, somente depois de vários resgates semelhantes é que ele vai conseguir 'chegar' ao jardim e tratar algo especificamente seu. Nesse ínterim, vamos aliviando o karma do consulente e o ajudando a desenvolver a mediunidade, explicando o que ocorreu, fazendo-o ver que não há razão para o 'medo' da mediunidade, etc., e o mais importante, fazendo-o 'trabalhar', pois desenvoler a mediunidade não é apenas a pessoa começar a ver ou sentir os seres extra-físicos, é saber o que está vendo e o que fazer com isso.
Abraço.

15 comentários:

  1. Olá, achei seu blog atraves do orkut e adorei todas as materias que você coloca aqui.Me indentifiquei com esse post, pois tenho muito medo também...

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho muito medo tb,o sonho que tive com minha vó foi logo após ela morrer 2 semanas depois eu acho,eu estava gravida na epoca,vi ela na sala se aratando pois antes de desencarnar havia amputado uma das pernas,estava utilizando cadeira de rodas,e ela se arastava pela casa dela,e eu dizia: -vó maria o q a senhora esta fazendo aqui? - a senhora morreu! E ela ostensiva me respodia: -morri eu sei,más kd minha cadeira de rodas,já deram ela,eu nem bem morri e ja venderam minhas coisas,deram minhas roupas,só ficou o fogão e o armario,reclamava,do mesmo geito que era em vida,não se "tocava"vamos dizer assim q havia desencarnado e ha dias,muito apego as coisas materias, eu acho,e me diu para fazer comida a ela,dizia q queria comer tudo q não podia quando estava viva pois tinha diabetes e realmente er teimosa comia escondido coisas q não a fazia bem,ela dizia:-haa ja morri mesmo!e eu dizia:vo maria a senhora não pode mais comer pessoas mortas não comem,era muito real mesmo, e outras vezes sonhei outras vezes depois dessa mais ela sempre me assusta nestes outros sonhos!!!o que pode ser?

    ResponderExcluir
  3. Sonhei tb com a minha tia que morreu com aids,ela deixou dois filhos uma menina de 2 anos e um menino de 9 anos,então acho q morreu e ficou revoltada,por deixar eles acredito,e no sonho eu brincava com minha prima e o irmão,e então derrepende ela aparecia mais só quem havia era eu,vi as lagrimas escorrerem pelo seu rosto tão triste mais cheio de afeto,de vontade de tocar eles e não poder,mais parecia q ela não sabia q eu a estava vendo,e eu disse surpresa:-tia paula o que a senhora está fazendo aqui,a senhara não morreu!?e ela disse-me e disse:-eu sei q morri e dizia chorando,e eu dizia:-tia paula sofremos tanto por a senhora ter morrido tia,sentimos tanta saudade,carol pergunta tanto por a senhora,estamos muito tristes!e ela dizia:-e vc acha que eu tb não sofri e estou sofrendo,vc acha que eu queria morrer,que eu não fiquei triste de deixar meus filhos,dizia isto com bastante revolta e dor,o mais impressionante estava com as roupas q estava no hospital,os cabelos do mesmo geito,foi incrivel,e eu ia dizer a carol,mostrar a mãe dela,más a minha tia disse:-não!não diga q estou aqui pq se não ela vai me ficar me procurando e não vou mais estar aqui,como si ela percebesse q a filha já estava se conformando e não queria afetar denovo ela....impressionante até hoje todo mundo fica impressionado com quando conto este sonhoo,até eu pois é muito real!já me disseram q sou mediun e que preciso fazer orações nas pessoas para q possa acabar com meus carmas,q são muitos!o q me diz!

    ResponderExcluir
  4. Meu nome e erica s lacerda Sonho freguentemente com minh amae e pai ja falecidos sempre fazendo parte de minha vida estao sempre em casa ou vem me visita oque pode ser

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser que eles morreram e nem perceberam e estão vivendo ai como se estivessem vivos.

      Excluir
  5. Eu estou gravida de 4 meses e sonho que um espirito ruim quer fazer mau ao bebe cheguei ate a briga com o espirito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure um centro espírita e faça um trabalho de desobsessão.

      Excluir
    2. Eu sou espirita desde os 11 anos a unica preca que eu tive recentemente foi minha que vai fazer um ano agora dia 29 06 2013 tive que tomar um banho pois minha zeladora falou que ela nao tinha ido embora estava em casa sentada no sofa pode ser ela dormo sempore com a impressao que tem alguem me olhando obrigada erica

      Excluir
  6. Eu queria entender os "sonhos" que tenho com pessoas tentando me sufocar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você deve estar sendo obsidiada, ou seja, perseguida por espíritos que querem te fazer mal, provavelmente inimigos de vidas passadas.

      Excluir
  7. Bom dia Gelson. Foi exatamente isto que aconteceu comigo , comecei uma terapia psicossomatica que utlizava como uma de suas tecnicas a regressão mas o que acontecia nas sessões era bem isso , eu dando passagem a espiritos sofredores que eram encaminhados ao socorro, até que finalmente depois de muitos meses eu consegui acessar uma vida minha pretérita em que contrai mtos débitos só que infelizmente parei de fazer a terapia e hoje em dia , 10 anos depois de ter regredido enfrento algumas situações de obssessões por parte de alguns espirtos envolvidos comigo nesta vida acessada , estou por isso frequentando um centro de umbanda e realizando trabalhos de desobssesão e tbem estou usando Santo Daime para acessar esses episodios e cortar a frequencia com essas situações.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Gelson! Gostaria de relatar que aconteceu exatamente isto comigo. Ha 10 anos atras comecei a fazer terapia psicossomatica com regressão pois gostaria de amenizar sintomas de doença respiratoria cronica (asma). E o que ocorria nas sessões era bem isso , eu dava passagem a espiritos sofredores até que por fim depois de varios meses eu consegui acessar uma vida passada onde contraí mtos débitos mas não foi finalizada corretamente , porque depois disso vim sofrendo com uma obssessão bem importante com espiritos ligados a mim naquela existencia . Hoje frequento um centro de umbanda onde estou fazendo trabalhos de desobssessão e estou usando o Santo Daime (esse centro que frequento realiza sessões com o Daime 1x/semana) onde estou começando um processo de limpeza e auto conhecimento já que o Daime me permite acessar vivências importantes e traumaticas mtas vezes , proporcionando uma catarse para se chegar ao equilibrio .
    Gratidão pelo seu espaço no blog...

    ResponderExcluir
  9. Boa noite!
    Meu marido "sofre" com sua resistência em aceitar que tem mediunidade... Desde os dois anos de idade que ele passa por isso.
    Tem sonhos reais, onde luta com seres que não consegue ver o rosto. Várias vezes teve sonhos que no outro dia aconteciam... As vezes enquanto ele está dormindo e sonhando, acordo com ele falando em algumas línguas que não conheço.
    Já aconteceu tbm de ele estar dormindo e se ver fora do corpo. Ele viu seu próprio corpo dormindo, viu as pessoas que estavam em volta e as ouviu.
    Nao sei o que fazer, pois a angústia dele é enorme e nossa vida quase sempre está estagnada.
    Ele não aceita ir a um centro, nem nada parecido.
    VC tem algum conselho a me dar nessa questão?
    Grata!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mediunidade é um karma e gostando ou não teu marido vai ter que conviver com ela. Se ele "desenvolver" pode amenizar esses sintomas, caso contrário a tendência é piorar.

      Excluir
  10. Boa noite!
    Meu marido "sofre" com os sinais de mediunidade que carrega. Ele não aceita e diz não acreditar "nessas coisas".
    Desde que era criança, tem sonhos onde está lutando com seres que não consegue ver o rosto.
    As vezes ele está dormindo e eu acordo com ele falando em algumas "linguas" que não entendo... Nesses momentos seu corpo se agita,seus músculos se contraem. Eh algo impressionante de se presenciar.
    Já aconteceu tbm de ele ter alguns sonhos e depois de alguns dias acontecer o que ele havia sonhado.
    Uma vez ele estava dormindo e se viu fora do corpo. Ele viu seu corpo adormecido, as pessoas que estavam próximas e as ouviu tbm.
    Mas ele tem muito medo quando essas coisas acontecem e não aceita ir a um centro para se informar mais sobre isso.
    VC tem algum conselho para me dar sobre essa questão?
    Grata!!!

    ResponderExcluir